Avançar para o conteúdo

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Projeto: Casa Nomah
Arquitetos: Di Frenna Arquitetos
Localização: Cuauhtémoc, México
Área: 6.189 pés quadrados
Ano: 2023
Fotografias de:
Lorena Darquéa

Casa Nomah por Di Frenna Arquitectos

Experimente uma dança harmoniosa entre arquitetura e natureza nesta casa única, cuidadosamente projetada para abraçar o ambiente vulcânico. Erguendo-se num terreno acidentado, a casa oferece uma vista privilegiada do majestoso vulcão. As paredes de adobe estão integradas ao piso superior, promovendo a conexão com a natureza.

Uma sinfonia de volumes, alturas e texturas se desenrola, criando espaços abertos e arejados sem peso. A luz natural brinca com materiais como cimento, pedra e microcimento, fundindo-se harmoniosamente com a terra de Colima.

Os detalhes em madeira adicionam calor, enquanto as ferragens pretas energizam a paleta terrosa. As texturas cruas homenageiam a robustez do vulcão, convidando a uma conexão tátil com o meio ambiente. Um pátio central, completo com fontes de água e vegetação exuberante, oferece vistas serenas do jardim e do vulcão, reafirmando nossa conexão com a natureza. Esta residência harmoniza lindamente a arquitetura e o impressionante mundo natural.

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Um projeto arquitetônico surge desafiando os obstáculos impostos pelas desigualdades do terreno. É uma casa única, enraizada na terra circundante e abençoada com vistas privilegiadas sobre o majestoso vulcão atrás dela. No meio da complexidade, a inovação encontra o seu lugar, manifestando-se através da integração da taipa nas paredes do piso superior, num gesto de comunhão com a natureza envolvente.

A casa se transforma em um cativante jogo de volumes, alturas e texturas. Os volumes horizontais são interrompidos por elementos verticais e estruturais que permitem a criação de espaços livres, sem necessidade de apoios adicionais. Estes espaços abertos, onde a arquitetura se funde com o ar ambiente, respiram e exalam uma sensação de leveza.

A interação entre elementos arquitetônicos gera uma sinfonia visual e sensorial. A arquitetura torna-se uma obra de arte em constante transformação, onde os volumes se entrelaçam e as texturas se complementam. Cada elemento, por sua vez, torna-se uma tela que permite a entrada e saída de luz natural, criando jogos de sombras e contrastes que enriquecem a experiência espacial.

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Os materiais selecionados, como cimento, taipa de pilão, revestimento de pedra e microcimento, interagem harmoniosamente com o ambiente. Cada um deles é cuidadosamente escolhido para se fundir com a terra de Colima, criando uma fusão orgânica entre o trabalho humano e a paisagem adjacente.

O calor da madeira fica evidente nas vigas do teto, na balaustrada, nos móveis e na iluminação suave e acolhedora. Esse elemento natural traz sensação de aconchego e conexão com a natureza. O contraste é intensificado pela presença da ferragem preta, que surge como um contraponto energético à paleta de cores terrosas da taipa e do concreto. Este elemento reflecte no vidro o que se passa no contexto, captando a essência da natureza e do vulcão envolvente, fundindo-se com a própria arquitectura.

A rugosidade dos pisos e das paredes de pedra homenageiam a textura do vulcão, símbolo emblemático da região. Estes elementos brutos e robustos acrescentam uma dimensão táctil aos espaços, convidando os residentes a conectarem-se com a história geológica e a beleza do seu ambiente.

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

O conceito central do projeto gira em torno de um pátio central, que constitui uma pausa num poema, um espaço que permite respirar e abraçar a presença da natureza. Onde, desde o início, uma parotilla encontrou o seu lar e durante as escavações necessárias foram incorporados elementos de água, acompanhando a vegetação proposta e as rochas gigantes oferecidas pelo mesmo solo.

Estas nascentes, dispostas em degraus e movendo-se ao longo do pátio, evocam a memória da água corrente e simbolizam a adaptação dos volumes da casa ao terreno. Água e vegetação se misturam sutilmente entre as pedras, como se a própria natureza entrasse no pátio da casa de forma gradual e diária. Esta fusão abre uma vista panorâmica do jardim, proporcionando a oportunidade de observar plenamente o fluxo da vida em harmonia com a arquitetura.

Através dos níveis intermédios, foi oferecido um presente especial ao habitante da casa: a possibilidade de contemplar o vulcão a qualquer momento. Em cada recanto, a majestade do vulcão está presente, homenageando a Mãe Natureza, uma lembrança constante da nossa ligação com o meio ambiente e da insignificância humana face à sua grandeza. A cozinha, a sala de jantar, o terraço e o quarto de hóspedes situam-se neste piso inferior, conferindo-lhes uma ligação íntima com o jardim. O quarto de hóspedes, em particular, beneficia da privacidade proporcionada por este espaço isolado, convidando-o a desfrutar da tranquilidade e serenidade do cenário natural.

Dentro de uma vila de férias à beira-mar no México, dedicada à vida interna e externa

Di Frenna Arquitetos

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Casa Nomah de Di Frenna Arquitectos em Cuauhtemoc, México

Palavras-chave: contemporâneo, Cuauhtemoc, di frenna arquitectos, exterior, interior, luxo, México

Etiquetas:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *