Avançar para o conteúdo

Um guia útil para proteger sua casa contra correntes de ar

Guia útil para proteger sua casa contra correntes de ar

Proteger a sua casa das correntes de ar não se trata apenas de conforto: é um passo em direção à eficiência energética e à redução da conta de gás e eletricidade. Isto não só pode ajudar a reduzir significativamente os custos de aquecimento, como também a impermeabilização de correntes de ar também contribui para um ambiente de vida confortável.

As correntes de ar são correntes de ar frio que entram em um espaço quente. Eles são mais visíveis perto de janelas e portas, mas podem ser sentidos em qualquer espaço que conecte sua casa ao mundo exterior. Essas brisas indesejadas reduzem a temperatura das principais áreas de convivência, permitindo a entrada de ar frio e a saída de ar quente. Isto obriga o seu sistema de aquecimento a trabalhar mais, aumentando o seu consumo de energia, levando a contas de energia mais elevadas do que o esperado. Embora a ventilação controlada seja essencial para reduzir a condensação e a umidade, identificar áreas indesejadas com correntes de ar é o primeiro passo para tornar seu ambiente à prova de correntes de ar.

Este guia irá ajudá-lo a identificar problemas, implementar soluções adequadas e desfrutar de uma casa mais quente e com maior eficiência energética durante os rigorosos meses de inverno. Pequenas mudanças podem ter um grande impacto, tanto na sua carteira como no planeta.

Guia passo a passo para revisão de rascunho

Guia útil para proteger sua casa contra correntes de ar

fonte: pinterest.com

A prova de correntes de ar em sua casa envolve a identificação de áreas que permitem a entrada de ar frio no ambiente. Embora as correntes de ar possam ser sentidas em qualquer espaço, algumas áreas são mais propensas a vazamentos de ar indesejados do que outras. Ao vedar eficazmente estes pontos, conseguirá não só melhorar o conforto térmico da sua casa como também reduzir consideravelmente a sua fatura energética.

as janelas

As janelas são uma fonte comum de correntes de ar que permitem que o ar frio entre na sala através de vedações danificadas ou lacunas criadas por dobradiças mal posicionadas. A substituição das vedações de borracha quando começam a deteriorar-se é essencial para criar uma vedação de ar adequada entre a janela e a moldura.

Existem vários materiais que você pode instalar ao redor do seu janela de quadros que atuará como uma vedação secundária do envidraçamento. Tiras de espuma autoadesivas são normalmente usadas em janelas uPVC, enquanto tiras de escova e exclusores de correntes de ar são mais adequados para janelas de guilhotina.

Para uma camada extra de isolamento, você pode considerar vidros secundários ou cortinas pesadas para criar uma barreira isolante adicional entre sua sala e o mundo exterior. Isto pode ser particularmente eficaz para janelas antigas de vidro simples ou edifícios característicos.

Portas

As portas exteriores à prova de vento são um passo essencial para melhorar a eficiência energética e o conforto da sua casa. As vedações de borracha ao redor dessas áreas podem ser facilmente danificadas ou comprimidas demais, criando uma área potencial para a entrada de ar frio na sala.

Você pode usar uma variedade de materiais, como tiras de espuma autoadesivas, vedações de escova ou rodo e exclusores de correntes de ar para bloquear correntes de ar de uma porta externa. Esses materiais são projetados para preencher lacunas nas bordas e sob a porta, evitando a entrada de ar frio e a saída de ar quente. Você também deve considerar vazamentos de ar em fechaduras e caixas de correio, que podem ser equipadas com tampas especialmente projetadas para reduzir o fluxo de ar.

Também é essencial fechar e vedar as portas internas que levam a uma sala que você normalmente não aquece. Fechar essas portas ou usar exclusores de correntes de ar impedirá a entrada de ar frio em seus espaços de vida diária.

Pisos e rodapés

Guia útil para proteger sua casa contra correntes de ar

fonte: pinterst.com

Usar selantes para impedir correntes de ar em pisos e rodapés é um método prático e eficaz de melhorar a eficiência energética de sua casa. Lacunas e rachaduras nas tábuas do piso e ao longo dos rodapés podem ser fontes importantes de infiltração de ar frio.

Casas sem carpete ou isolamento adequado do piso podem sofrer correntes de ar devido a lacunas nas tábuas do piso ou rodapés de barcos. Como essas áreas da sua casa frequentemente se contraem e se expandem com as mudanças de temperatura, elas devem ser preenchidas com selantes flexíveis, como selantes de silicone ou calafetagem decorativa. Isto permitirá a circulação na casa ao mesmo tempo que cria uma barreira que evita correntes de ar.

A inspeção e manutenção regulares dessas áreas seladas garantem eficácia a longo prazo na proteção de correntes de ar em sua casa.

Chaminés e lareiras

A vedação da chaminé ou lareira é um aspecto importante do isolamento doméstico, especialmente em casas onde a lareira não é utilizada regularmente. Uma chaminé não utilizada pode funcionar como uma grande fonte de tiragem, permitindo a entrada de ar frio e a saída de ar quente.

Uma solução eficaz para impedir as correntes de ar provenientes desta zona é utilizar um balão de chaminé, que é um dispositivo insuflável concebido para caber no orifício da chaminé. Ele cria uma vedação que bloqueia as correntes de ar, mas pode ser facilmente removida quando você quiser usar a lareira.

Lembre-se sempre de remover qualquer dispositivo à prova de vento antes de acender o fogo para garantir segurança e boa ventilação. As verificações e manutenção regulares destes dispositivos são essenciais para garantir que continuam a funcionar de forma segura e eficiente.

Escotilhas de sótão

Guia útil para proteger sua casa contra correntes de ar

fonte: pinterest.com

As escotilhas do sótão são um aspecto crucial, mas muitas vezes esquecido, do isolamento doméstico e podem ser uma fonte significativa de perda de calor. À medida que o ar quente sobe para o topo da sala, ele pode escapar através de aberturas ou áreas mal isoladas.

Como proteger sua casa recém-construída durante a construção

Para proteger eficazmente uma escotilha de sótão contra correntes de ar, recomenda-se a aplicação de tiras de espuma autoadesivas ou vedações de borracha ao redor do perímetro da estrutura da escotilha. Esses materiais criam uma vedação hermética quando a escotilha é fechada, evitando que o ar quente escape e a entrada de ar frio.

Além da impermeabilização, o isolamento da própria escotilha pode ser benéfico para minimizar a perda de calor. Isto pode ser conseguido fixando um painel isolante na parte superior da escotilha para melhorar a sua eficiência térmica. Também é importante garantir que a escotilha se encaixe bem e seja fácil de abrir e fechar, pois uma escotilha mal ajustada pode anular os benefícios da proteção contra correntes de ar.

Ajuda de faz-tudo ou ajuda profissional

Muitas medidas de proteção contra correntes de ar são tarefas simples de bricolage que requerem conhecimento ou assistência técnica mínima. No entanto, para questões mais complexas, como grandes lacunas, mau isolamento ou problemas estruturais, é aconselhável procurar aconselhamento profissional. Um profissional também pode realizar uma auditoria energética completa em sua casa usando câmeras térmicas e outros equipamentos especializados que identificam fontes de correntes de ar menos óbvias.

Manutenção e verificações regulares

Guia útil para proteger sua casa contra correntes de ar

fonte: pinterest.com

A revisão de rascunhos não é uma tarefa única. As verificações e a manutenção regulares são cruciais, pois os vedantes podem deteriorar-se, as vedações de borracha podem ser danificadas e podem formar-se novas lacunas. Inspeccionar a sua casa anualmente, especialmente antes do Inverno, garante que as suas medidas de protecção contra correntes de ar permanecem eficazes durante os meses mais frios.

As vedações de borracha ao redor das janelas e portas podem parecer um pequeno detalhe, mas sua importância não pode ser subestimada. Desempenham um papel vital na interrupção das correntes de ar e são muitas vezes um investimento que vale a pena na redução das suas contas de energia.

Etiquetas:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *